Tecnologia do Blogger.

Archive for Dezembro 2009

Encontros e Desencontros

Ele chegou como reforço para a Série A, mas não convenceu: Assis foi descartado pela comissão técnica avaiana, segundo informação do pessoal bem informado do Infoesporte. Descartada pela comissão técnica, menos por Chamusca, que ainda está de férias no nordeste e até o momento não teve voz ativa nas dispensas e nas contratações avaianas, segundo o próprio Moisés Cândido reconheceu esta semana.

Aliás, se Chamusca ficou calado nesse fim de ano, o mesmo deveria ter feito a diretoria avaiana. Zunino veio a público para dizer que anunciaria dois reforços de peso até o final do Ano. Depois foi a vez Moisés Cândido aparecer para dizer que não tem reforço nenhum em 2009 e que o Avaí vai se formar – surpresa! - ao longo do Catarinense 2010. Quem está certo? Será que Chamusca não conhece o atual elenco do Avaí, que estava disputando o mesmo campeonato que ele até algumas semanas atrás? E por que aquela pressa toda em contratar um treinador se ele só começará a trabalhar no dia 4 de janeiro?

Aliás, o Avaí precisa mesmo de técnico, se já tem Moisés Cândido e Luiz Alberto, que contratam jogadores sem o aval de Chamusca? Brincadeiras à parte, em 2009 Cândido já bateu de frente com Silas e estava certo, ao dizer que os jogadores que o Avaí precisava para dar a volta por cima estavam dentro da Ressacada e que reforços não eram necessários. Moisés demonstrou experiência e confiança no seu taco e acertou em cheio. Ponto pra ele.

O fato é que esse desencontro de informações só causa desgastes e desconfianças. A torcida já está de pé atrás por ter perdido tantos ídolos, não sabe se Chamusca está no nível de Silas, não sabe se pode confiar em Zé Carlos, desconhece as condições físicas de Dinélson, o substituto de Marquinhos e toda esta ansiedade da torcida é alimentada ainda mais pela diretoria, num período em que falar menos é mais. A angústia só não é maior porque Zunino, Moisés Cândido e L.A. Sports têm crédito adquirido na praça após os dois últimos belos anos.

Até o momento a situação é a seguinte: “deixem os homi trabalhar”! Essa equipe e diretoria levaram ao Avaí para o ponto mais alto da sua longa história. Um mês a mais, um mês a menos para conhecermos o novo time avaiano não nos fará mal algum, vamos ter paciência e dar votos de confiança, eles merecem. Mas, convenhamos, não é porque vocês têm crédito com a gente que vão ficar aí abusando do coração dos torcedores, né ô! Menos é mais, môs pombos! Que tal fechar o bico e não causar falsas expectativas?

Mas, voltando ao assunto Assis... Esse não foi o primeiro atleta com este nome a ser dispensado do Avaí. Abril de 1984, o lateral Assis ficou sem contrato e a diretoria do clube não demonstrou interesse em renová-lo. O então presidente José Caldeira Bastos já estava de olho em um novo lateral, vindo do interior paulista. Apesar de não estar nos planos para a continuação da temporada de 1984, Assis teve seu nome relacionado por Emilson Peçanha para uma partida contra o Marcílio Dias, mas ele não decidiu se jogaria ou não. O passe do atleta estava vinculado ao Avaí, mas seu contrato havia terminado. Naquela época jogadores sem contrato podiam disputar partidas, desde que seu passe estivesse registrado pelo time na Federação.

O que todo atleta sabia era que jogar sem contrato dava azar. O medo era de que acontecesse alguma contusão e os times acabavam por não se responsabilizar pelo tratamento do atleta, afinal, não havia mais contrato entre as partes. Coisas do futebol antigo e que a Justiça do Trabalho, com o tempo, deu um jeito.

Flamengo se irrita com Marquinhos e L.A.

A notícia é do Gazeta Esportiva, via Portal Terra. Chateado com o comportamento de Marquinhos e Luis Alberto, da L.A. Sports, o vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, demonstrou sua insatisfação: "(...) No meio da negociação perdemos contato e tudo o que estava sendo conversado se perdeu. Nem Feliz Natal nos deram".

Não sei como Marquinhos e Luis Alberto conduziram a negociação, não estou aqui para defender ninguém, mas, honestamente, a declaração de Marcos Braz é para rir ou chorar? Um dirigente de um clube profissional - e o de maior torcida do mundo - dizer que perdeu contato é para rir, em tempos de celular, pager, bip, fax, e-mail orkut, twitter, blog, sinal de fumaça, ICQ, mIrc, Skype... Perdeu contato como, cara pálida?

Me soa como um dirigente que perdeu o jogador e vai para a imprensa se fazer de coitado para não passar cheque de incompetente. Mas, se não for, pobre Marcos Braz, feliz natal atrasado pra ti, mô quirido.

Dia de ir a Banca!

Que beleza! Hoje é dia de ir a banca de revistas mais próximas comprar as novidades! São três, anota aí!

- Especial Placar Melhores de 2009: Os melhores do ano, com Bola de Prata, Bola de Ouro, Chuteira de Ouro e Raio-X de cada equipe da Série A. E o Avaí está lá, na página 55, logo atrás de Flamengo, Internacional, São Paulo e Palmeiras. A revista caracteriza a campanha avaiana como "surpreendente"! Tudo azul em Floripa! R$10,00.

- Especial Placar - Campeões de 2009: Outra tradição de fim de ano, dessa vez tem poster do leão da ilha, campeão catarinense de 2009! O preço: R$10,00.

- Revista do Avaí Nº6: Destaques desta edição são os textos do jornalista e historiador Celso Martins (sobre Saul Oliveira e o roupeiro Duca); o texto sobre Milton Cavallazzi do pesquisador Alexandrino Barreto; e, para a retrospectiva de Carla Cavalheiro sobre o ano do Avaí na Série A. Fora esses destaques, há ainda as seções de Sérgio da Costa Ramos, Amílcar Neves, fotos da leoa avaiana Ana Paula Coutinho de Souza, texto sobre os blogs TV Blogueiro, Elite Azul e Branca, Chuleta Avaiana, De Virada, Blog do Torcedor da Globo.com e Sou Avaiano, coluna de Rogério Cavallazzi e ficha técnica dos jogos que faltavam. R$10,00.
Tag : ,

Belo presente de Natal


Duas belas sugestões para o Natal são as camisas do Blog Avaixonados, produtos licenciados com a marca Avaí! Assim como as camisas do Netumba, do blog Avaí Futebar Clube, as camisas do Avaixonados mantem a tradição de belas camisas originadas na blogosfera avaiana!
Tag : ,

La Capoeira na Ressacada!

Embora sem grande repercussão, considerei a contratação do volante Frédson uma das melhores dos últimos tempos. Sem alarde ou boataria, o Avaí apresentou, de surpresa, esta nova peça do elenco alviceleste para 2010.

<- Na foto, Frédson sarrafeando o campeão do mundo Gianluca Zambrotta, no clássico de Barcelona. Imagina o que fará com o fraco Fernandes.

Volante de excepcional vigor físico, de muita raça, dono de um forte remate e bom cabeceio, Frédson, embora contratado para suprir a ausência de Ferdí, costumava atuar como segundo-volante. Seus pontos fracos são a baixa técnica com a pelota nos pés e a ruim noção de posicionamento.

Frédson viveu o auge da carreira no Espanyol, de Barcelona, principalmente na temporada de 2005/06, quando, ocupando a titularidade, conquistou a Copa del Rey pelo time catalão. Lá, vestindo a camisa de número 15, jogou ao lado de grandes craques internacionais, como Iván De la Peña, Raúl Tamudo e Albert Riera.

A torcida blanquiazul, que lamentou muito a saída de Frédson, se divertia com as comemorações do volante brasileiro, que, quando fazia gol (foram 10, em quase 100 jogos), costumava bailar la capoeira (foto à direita).

Na Europa, todavia, nem tudo era alegria para o Frédson: o atleta foi vítima de atos de racismo por parte de torcedores, que entoavam cânticos odiosos à sua etnia.

Noutros tempos, comemorávamos quando um jogador que era contratado tinha no currículo, mesmo que em tempos longínquos, a participação em times como Grêmio ou Flamengo. Hoje em dia, no entanto, contratamos um ex-jogador do Espanyol, de Barcelona! E, ressalte-se, Frédson não está em fim de carreira: tem só 28 anos.

Agora é só a torcida começar a tocar berimbau, porque la capoeira de Frédson em seu novo clube alviceleste está garantida! Grande contratação que nos ajudará na conquista do bi-estadual.

Para ver lances de Frédson, inclusive sua capoeira, CLIQUE AQUI.

Avaí destaque na Four Four Two!



E a revista Four Four Two trás uma pagina inteira dedicada ao nosso leão da ilha! A revista elogia a infra-estrutura e o crescimento planejado do Avaí e diz que nosso time tem tudo para fincar as garras na Série A! A dica é do José Tiago Albuquerque e para ler a matéria é só clicar na imagem ao lado que ela aumenta de tamanho (ou comprar a revista, claro!)! Para entrar no site da publicação, basta clicar AQUI!
Tag : ,

Rogélio fora

A informação é do jornalista de Brusque, Rodrigo Santos: em busca de zagueiros, o Brusque tentou recontratar Rogélio, mas o atleta já deixou a Ressacada e jogará no Sertãozinho/SP, onde receberá o triplo de salário. Acho que Rogélio era um bom zagueiro e poderia perfeitamente compor o grupo para 2010. Se bem que para receber o triplo de salário, dai fica difícil...
(Imagem: Infoesporte.)
Tag : ,

Empate no Clássico!

E tivemos uma semana de clássico! Foi entre os sócios da ASTJ que na última quarta-feira, no campo de futebol suíço da associação, pelejaram entre si tendo em jogo a honra de suas camisas. O clássico foi organizado pelo Tiago, da equipe do Justiça Presente, que não entrou em campo para defender as cores do leão, mas fotografou tudo! O resultado foi justo: 6 a 6! Será que teve marmelada nesse empate? Se teve, não sei, mas no final teve uma bela paella preparada pelo Silvano, funcionário da ASTJ. Os uniformes dos dois times foram cedidos pelos respectivos clubes. Opa, se tá sobrando manda um para mim, que ainda não tenho essa camisa da Fanatic!
Tag : ,

Papo de Botequim: Dão é ídolo?

João Carlos Rocha, o popular Dão, foi um grande jogador do Avaí dos anos 90, possivelmente o maior. O ex-camisa 11 avaiano esteve presente em grandes momentos da história do clube, sempre como um dos protagonistas, mas - coisas do futebol - quase nunca é mencionado como um dos ídolos do Avaí Futebol Clube.

Dão, "o bom baiano", foi campeão do Catarinense de 1997, formando o trio de ataque com Claudiomir e Jacaré.

No ano seguinte, em 1998, Dão foi campeão da Série C, conquista que nos orgulhará para sempre, fazendo parte do ataque ao lado do grande Paulo César. Neste ano, também fez parte do elenco campeão dos dois turnos do Campeonato Catarinense.

Em 1999, Dão, agora incontestavelmente o craque da equipe, marcou dois gols no clássico da Copa do Brasil, onde eliminamos o Figueirense, e também foi ícone da brilhante caminhada do Avaí no Catarinense daquele ano, sendo o melhor jogador da final do torneio, o "Assalto do Século", onde marcou o tento alviceleste - o que não foi anulado. No mesmo ano, participou da campanha avaiana na Série B, sendo destaque daquele Avaí que terminaria eliminado pelo Bahia, de Uéslei.

Em 2000, o atleta disputou mais uma temporada com a camisa alviceleste.

Dão não era só um dos jogadores mais vitoriosos do Avaí. Ele era um símbolo do elenco avaiano. Ele representava o time do Avaí. Era uma espécie de Lauro, do Juventude, ou Sérgio Alves, do Ceará, atrelando seu próprio nome ao Avaí dos anos 90.

Seus feitos foram, por certo, suficientes para eternizar seu nome na história avaiana. Outros com menos conquistas e passagens marcantes que o bom baiano alcançaram o status de ídolo do clube alviceleste, e Dão o faria facilmente, cravando seu nome no hall dos maiores avaianos da história.

Acontece que, após toda essa bela história com o manto avaiano, Dão, no estágio derradeiro de sua carreira, optou por transferir-se ao cô-irmão do além-pontes, em busca do grande salário que aquelas letras o proporcionariam. Não dando a devida importância para o impacto que isto causaria na sua imagem, foi jogar no maior rival do clube aonde ele havia feito história.

Já no time do estreito, Dão, quando jogando contra o Avaí no Clássico de 2001, onde se disputava o acesso à Série A, sofreu uma entrada violenta do volante avaiano Perivaldo, e saiu de maca. Nunca me esquecerei: Quando era carregado pelos maqueiros, do lado de fora do campo, à frente da torcida avaiana, Dão sofreu uma chuva de moedas, acompanhadas dos tradicionais gritos de "mercenário!", e reagiu beijando o escudo do time da árvore. Com aquele ato de ironia e escárnio, Dão, símbolo do Avaí dos anos 90, manchava seu nome para sempre perante a torcida do Leão da Ilha.

Para alguns, seus feitos o levaram ao status de ídolo azurra. Para outros, no entanto, o deslize cometido no fim da carreira pulverizou seu nome da história avaiana.

Afinal, Dão é ou não é ídolo do Avaí Futebol Clube?

---------------
Já aposentado e longe dos jogos oficiais, atualmente Dão investe na carreira profissional de seu filho, que já tentou jogar nas categorias de base do Figueirense, mas foi dispensado. Dão é ídolo na cidade de Sento Sé, município do norte baiano, onde inclusive empresta seu nome a um torneio de futebol amador promovido pela prefeitura local, a Taça João Carlos Rocha (foto ao lado).

Eleições no Avaí

E o Avaí informa: amanhã é dia de eleições! Nenhumasurpresa deverá pintar nas urnas, apenas a saída de Eduardo Gomes da vice-presidência. Não tenho idéia dos motivos que levaram Eduardo a sair do Avaí. Pelo que li na imprensa, o atual vice passou por um período de problemas de saúde nos últimos tempos, talvez tenha sido o motivo para se afastar um pouco do estresse do futebol. Mas, só estou especulando, não vi nenhuma declaração sua. No mais, confira a nota emitida pelo Avaí na íntegra:


Os cerca de 220 integrantes do Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube, incluindo os conselheiros natos, irão participar na próxima quinta-feira, dia 17, de mais um processo eleitoral do clube e que poderá ser histórico em caso de reeleição do atual presidente. A Reunião Ordinária do Conselho, que será realizada no Hotel Majestic, no Centro de Florianópolis, com primeira chamada prevista para às 20h, marca a candidatura do presidente João Nilson Zunino que colocou o nome a disposição para administrar o clube em mais quatro anos de mandato, fato inédito na gloriosa história do Avaí Futebol Clube que jamais teve um presidente à frente da instituição por 12 anos consecutivos, portanto, três mandatos.


Na pauta da reunião, estão previstas: a leitura da Ata da reunião anterior, a aprovação dos novos nomes para o Conselho Deliberativo e a eleição do presidente, vice-presidente e membros do Conselho Fiscal. Até às 20h30min, quando ocorre a segunda convocação, independente do número de conselheiros, qualquer chapa pode fazer a inscrição para concorrer ao cargo majoritário do clube.


A eleição do presidente, do vice-presidente e demais integrantes do Conselho Fiscal é um processo que cabe diretamente ao Conselho Deliberativo que detém o direito exclusivo a voto. Quanto ao Conselho Fiscal, serão eleitos três membros titulares e três membros suplentes.


Vale ressaltar que o Conselho Deliberativo do Avaí Futebol Clube, no uso de suas atribuições, e na forma dos artigos 50, 53 e 86 dos Estatutos Sociais que regem o clube, é um órgão soberano e que acima de tudo respeita os princípios democráticos estabelecidos no Estatuto.
Tag : ,

Fechando as torneiras

Nesse mês de pouco futebol, assuntos outros dominaram a blogosfera avaiana. Um dos mais sensíveis, pertinentes e curiosamente pouco explorado foi o assunto "vazamento de informações". A discussão sobre o assunto começou no período da confirmação da saída de Silas. O maior treinador da história do Avaí deixou o clube e uma parte da torcida ficou com uma pulga atrás da orelha: porque será que o Avaí não se "esforçou" para sua permanência? Na frente dos microfones, diretoria e treinador trocavam juras de amor eterno, aparentemente sinceras. Mimos, carinhos, obrigado e até breve. Uma das palavras mais utilizadas para se justificar a saída era um tal "desgaste natural".

No momento em que Silas foi embora, uma pressão caiu sobre os ombros do Avaí: quem substituí-lo tem que estar a altura, igual ou maior do que Silas. Menos que um título estadual ou uma brilhante campanha como a de 2008 não será aceita. Na lógica de uma parte da torcida, não será permitido uma não classificação para a Copa do Brasil e não ser uma das sensações da Série A. Nos primeiros tropeços (tão naturais) do caminho, o fantasma de Silas ecoará nas arquibancadas.

Neste momento o blog Elite Azul & Branca partiu em defesa da diretoria avaiana revelando detalhes e até transcrição da conversa, realizada no dia 26 de dezembro no estádio da Ressacada. Pouco tempo depois o blog Futebol Mané questionou a atitude do blog. Num post intitulado "Informação é coisa séria", Rafael Eleutério relembra que Silas é um ídolo da torcida, cumpriu com todos os seus compromissos com honradez e caráter. É um homem de palavra, talentoso e honesto, se não virou estátua, ao menos virou boneco.

Um cara do mais alto nível, que saiu do clube por inúmeros motivos, mas preferiu não ressaltá-los publicamente para que os não-acertos não se sobreponham aos inúmeros acertos de sua trajetória e não manchassem a imagem de um pai de família honesto, que sempre cumpriu com sua palavra. Eu, pessoalmente, não me lembro de nenhuma promessa de Silas que ele não tivesse cumprido. Neste momento, o Futebol Mané questiona:

Como uma conversa confidencial, que foi guardada à sete chaves, chega a um
blog
? Se o Avaí fez questão de não divulgar nada além do que foi falado pelos diretores à imprensa, não deveria haver intenção disso chegar à público.

Rafael finaliza dizendo que embora reconheça a intenção do blog Elite Azul & Branca em passar a versão do clube dos fatos (característica marcante do referido blog) questiona porque a tal versão do clube não foi dada...pelo clube! Não seria lógico? Se a intenção era essa, por quê não usar fontes oficiais? Rafael questiona: amadorismo de quem não tem coragem de assumir suas posturas?

Esse "amadorismo" do Departamento de Comunicação (?) do Avaí foi alvo de críticas do Gérson, do blog Avaixonados. Num post entitulado "A Prostituta Avaiana", o Avaixonados diz:


Testemunhamos o escapulir de conteúdo de reuniões sigilosas de diretoria e informações estratégicas que apenas os “internos” da Ressacada tinham acesso. Hoje, no Avaí FC, a informação é tratada como uma prostituta, daquelas que pode pertencer a qualquer um, bastando que se pague o preço de mercado. Nesse caso não estamos falando de dinheiro, mas de amizades convenientes, relacionamentos mais estreito com fulano ou escambo pseudo-informativo com sicrano. Não tenho nada contra quem traz a informação à público, não vivemos na China, em Cuba ou na Albânia, então que a liberdade de falar e escrever seja dada a todos. Se sabe de algo, que publique mesmo e depois que preste contas com a credibilidade popular. Meu problema é com os “informantes das internas”, traidores travestidos de azul royal que entregam de bandeja o que não lhes pertence.

Nesta semana o Blog do Torcedor do Avaí na Globo.com, de Esteves Jr. tratou do mesmo assunto - vazamento de informações - mas citando outro caso. Esteves Jr. não critica a postura do Elite Azul & Branca e sim a de um funciónário do Avaí que possui um blog que anunciou a contratação de Jorginho. Com a contratação de Chamusca, o Blog do Torcedor escreveu:

Se for mesmo, quero saber o que será daquele funcionario do Avaí que disse que já estava tudo fechado com o Jorginho e que depois mudaram a notícia dizendo que eram contatos do Palmeiras? Ele é pago para trabalhar para o Avaí ou ficar vazando informações?Depois ficam reclamando que a imprensa só dá bola fora. Que este episódio sirva de lição para certas pessoas que acham que estão acima de tudo.

Em resumo, o que está por trás das críticas do Futebol Mané, do Avaixonados e do Blog do Torcedor na Globo.com é fortalecer não apenas o site ou o blog oficial do Avaí, mas a Informação Avaiana como um todo.

O VidAvaí não é um blog informativo. Não somos jornalistas e não recebemos salário para sair por aí produzindo informações (aliás, que conste em ata que não recebemos salário e não temos nenhuma fonte de renda ligada ao Avaí. Nada contra, apenas não recebemos). De forma amadora, nos concentramos em emitir opiniões e na valorização da história e memória avaiana porque nos dá prazer. Em nossa concepção, este é o objetivo de nosso blog. Entretanto, em Florianópolis, uma parte da imprensa é caracterizada como uma tradicional boca-alugada, cujas informações devem -SEMPRE - ser relativizadas, o que abre espaço para blogs de muito sucesso como o Elite Azul & Branca e suas fontes privilegiadas, onde temos a "palavra oficial" do Avaí sem a contaminação de uma imprensa com outros objetivos.

A intenção aqui é refletir: até que ponto o Avaí valoriza esse bem chamado "Informação"? Se o Avaí, de forma oficial, não divulgou certa informação ou até uma determinada situação, por que funcionários do Avaí fariam isso paralelamente? Isso não é jogar contra a diretoria? Isso não é jogar contra o clube? Isso não é jogar contra o site oficial? Estas questões foram formuladas por Esteves Jr. Acho-as pertinentes e as reproduzo aqui. Acrescentaria apenas que esses questionamentos sejam feitos não apenas para funcionários, mas também diretores. Se um funcionário não pode emitir uma informação de bastidores, por que altos diretores poderiam? A ética é hierárquica?
Eu, como torcedor comum, adoro saber das fofocas de bastidores do futebol, saber se o Avaí já contratou um camisa 8 para o lugar de fulano de tal, um lateral-direito, uma nova promoção, saber das reformas do estádio, dos objetivos, dos orçamentos, do futebol e daquilo que está ao seu redor. Mas, afinal, o que deve e o que não deve ser revelado ao público?
Tag : ,

A rampa de lançamento

Por mais que eu entenda como naturais o assédio dos clubes ditos maiores sobre os atletas avaianos e o desejo destes de assinar um bom contrato, me ofende o modo com que os jogadores têm se comportado perante as especulações envolvendo seus nomes.

Valorizados por causa de uma grande temporada, os nossos heróis, pelos quais nutrimos uma enorme gratidão, adotaram um discurso que, ao meu ver, desrespeita a instituição Avaí, diminuindo-a a uma mera "rampa de lançamento" para vôos mais interessantes. Ferdinando, Marquinhos e William, por exemplo, funcionários do Avaí que têm contrato longo com o clube - contrato este assinado por ambas as partes -, têm dito a quem quiser ouvir, repetidamente, que uma transferência para um clube mais abonado é um grande almejo, que seria uma honra vestir a camisa de tal time.

É um "eu me encaixaria no time do Grêmio pelo meu jeito de jogar" pra cá, um tal de "O Silas disse que iria colocar meu nome em uma reunião com os dirigentes do Grêmio" pra lá, e a imagem que transparece é a de que o nome do Avaí Futebol Clube não tem força, não impõe respeito aos seus próprios comandados. Estão por cima da carne seca, mas estariam acima do próprio Avaí...?

E Marquinhos e William vão além: Se tal transferência não se concretizar - o que seria lamentável -, deixam claro que esperam um vultuoso aumento, o que alcunham de "reconhecimento", como se o vigente contrato assinado por ambos de nada valesse (E a mão contrária, será que valeria? Caso os desempenhos destes atletas fossem decepcionantes, aceitariam eles uma redução em seus vencimentos, a titulo de "irreconhecimento"? Ou invocariam o princípio do cumprimento dos pactos, sustentando que há um contrato em vigor a ser respeitado?).

Reitero que é absolutamente normal o desejo dos atletas de realizar a mencionada mudança e obter um maior ganho. O que me incomoda, no entanto, é a forma com que estes vem se comportando e discursando, como se não houvesse um dever de respeito para com o Avaí Futebol Clube. Vandinho, Emerson, Muriqui e o próprio Marquinhos, em oportunidade préterita, servem como exemplo de um bom comportamento em casos especulatórios como estes, onde o respeito ao clube não pode ser esquecido.

E tu, não concordas? Acha aceitável o comportamento dos atletas? Acha que estou vendo chifre em cabeça de cavalo? Ou concorda que está havendo falta de respeito com o Avaí? Dá tua opinião, pombax!

Sob as asas de Falcão

Lembram daquele garoto-propaganda da Chocoleite que nas horas vagas joga futsal? Falcão, que começou a carreira como empresários de jogadores no Avaí metendo os pés pelas mãos no caso Medina e que, em seguida, foi fazer negócios no Scarpelli, amplia sua cartela de atletas.

Confira declaração do atleta/empresário ao Lance ontem: “Realmente, estou entrando de cabeça nesse negócio de empresário. Estou com mais de 20 jogadores, 11 deles na base do Corinthians, próximos de profissionalizar. Fechei ontem (segunda-feira) com o Ivan Rocha, que jogou no São Paulo, como agente FIFA. Estou, até mesmo, montando um escritório aqui na capital paulista”.

Entretanto, segundo o Blog do Paulinho, jornalista processado por André Sanchez por denúncias contra o Corinthians, o verdadeiro parceiro de Falcão no mundo empresarial não seria Ivan Rocha, mas André Negão, o responsável pela negociação do Timão com Defederico. Ivan Rocha assina e as comisões seriam divididas, segundo o Blog do Paulinho, que questiona:" Onze jogadores da base alvinegra, que foram bancados pelo clube até chegarem no atual estágio de carreira, foram “cedidos” de mão beijada, para o mais novo empresário da praça. Sem gastar um centavo em suas formações, Falcão lucrará em suas vendas".
Tag : ,

Queremos a Copa

No decorrer deste ano de 2009, um discurso inédito foi adotado pelo Presidente Zunino e seus comparsas de diretoria: Para coroar sua recente evolução, o clube almeja alcançar mais uma conquista histórica, a da Copa do Brasil.

A estupenda campanha no Campeonato Brasileiro deste ano fez com que a cúpula administrativa do Avaí percebesse que, num torneio nacional onde 5 dos melhores times do Brasil não participam - pois disputarão a Libertadores da América -, não é nada absurdo que o clube do sul da ilha aspire ao título.

Afinal, queiram ou não queiram, o Avaí é a sexta força do futebol nacional.

É evidente que todo o trabalho produzido é com vistas à temporada inteira, de Estadual a Série A, mas percebo que o Avaí tem como propósito concreto para 2010 a conquista da Copa do Brasil e acredita nesta hipótese.

Outro aspecto que revela esta meta avaiana é a contratação do novo técnico: Péricles Chamusca, vice-campeão (e campeão moral) da Copa do Brasil em 2002 e vencedor do mencionado torneio em 2004, parece conhecer o caminho, e isto deve ter pesado na decisão avaiana. Acredito que até mesmo a cogitação do nome de Vágner Mancini, campeão da Copa em 2005, teve relação com os planos avaianos em comento.

A tabela da competição, que definirá os cruzamentos, sairá ainda hoje, Quinta! Que o Avaí dê sorte!

Já pensou se pegamos um time fraquinho como o Figueirense, por exemplo? Ah, tinha esquecido: eles não se classificaram!

Chegou o bombeiro!

Silascar ou Chamuscar? Se depender de trocadilhos infames, estamos bem, afinal, deu sorte amaldiçoar o nome de Silas logo em sua apresentação no ano passado. Se fica em alguns a sensação de decepção com o anúncio de Péricles Chamusca no Avaí, fica também a esperança de chamuscarmos a língua novamente. Para combinar com os trocadilhos infames, uma foto de Chamusca vestido de Chefe de Bombeiros, no Dia das Crianças nos Bombeiros quando era técnico do Oita Trinita, no Japão. Só acho estranho contraterem Chamusca após anunciarem que o projeto avaiano deveria ser comandado por um treinador com o mesmo perfil de Silas. Chamusca é novo, tem 44 anos, mas como técnico completará em 2010 nada menos do que 15 anos de carreira e 19 times comandados. Se Chamusca foi o Plano C (depois de Mancini e Jorginho), resta-nos desejar boa sorte, afinal, o sucesso de Chamusca é o nosso sucesso como avaianos! E que as habilidades de bombeiro de Chamusca apareçam logo no Estadual, daqui a menos de 30 dias. A apresentação de Chamusca é às 15h30min desta quinta-feira (10), na Sala de Imprensa da Ressacada. Segundo informação do INFOESPORTE, gabriel e Zé Carlos também serão apresentados hoje. Logo, boa sorte e bem-vindo!
(Impressão minha ou foi Fábio Machado o primeiro a cravar o nome de Chamusca com certeza? Parabéns ao Fábio!)

Obrigado e até um dia!

Moisés Cândido declarou esta semana que dos atletas com contrato vencendo em dezembro de 2009, só Martini e Caio renovarão com o Avaí. No entanto, o Infoesporte anunciou hoje que Caio também não deve ficar pois não houve acerto financeiro. O que isto significa? Amanhã é dia 10, vamos relembrar os atletas com contrato se encerrando nesta quinta-feira e ao longo do mês:


- ANDERSON LUIS DE AZEVEDO RODRIGUES MARQUES - 10/12/2009: O zagueiro Anderson Luís estreiou muito bem, ótimas apresentações contra Fluminense e São Paulo, depois caiu muito de produção. Falta de interesse, ritmo, desânimo, deficiência técnica ou não se adaptou ao esquema de três zagueiros? Não saberemos.


- ANTONIO FABIO FRANCEZ CAVALCANTE - 10/12/2009: Fabinho Capixaba estava reticente em aceitar ser emprestado ao Avaí. Depois curtiu a cidade e a grande fase do time. Silas era seu defensor. Será devolvido ao Palmeiras.

- CARLOS EDUARDO ASSMANN - 10/12/2009: O volante Carlos Eduardo veio para um período de testes e nos jogos que vi foi bem e marcou gols. Poderia ser uma boa aposta para compor grupo, mas deverá se despedir se o que Moisés Cândido disse se concretizar. Há times menores do Rio Grande do Sul com interesse em seu futebol.

- ELISIO ANDRE TURATTO - 04/12/2009: O contrato de André Turatto já expirou e o atleta está fora. Saiu pela porta dos fundos. O ex-capitão do Campeonato Catarinense, que chegou a disputar as primeiras rodadas da Série A aguentando dores, merecia ao menos um agradecimento público por parte do leão. Pisada de bola.

- EMANUEL RODRIGUES ALVES FILHO - 10/12/2009: O volante Manu veio fazer testes, ficou, mas não disse a que veio. Ex-pupilo de Márcio Bittencourt, teve passagens por Santa Cruz, Corinthians, Juventus e Palmeiras.


- ENOQUE VICENTE PAES - 10/12/2009: Num momento de brincadeiras na Ressacada, o goleiro Paes defendeu vários penaltis batidos pelo presidente Zunino. Acabou dispensado. Brincadeiras à parte, Paes cumpriu bem seu papel quando exigido. Assim como Douglas -um dos destaques do Guarani na Série B deste ano - Paes deve seguir seu caminho podendo mostrar seu talento em outras equipes, já que o polêmico Zé Carlos deve mesmo vir para a Ressacada.

- ERISON CARLOS DOS SANTOS SILVA - 31/12/2009: Futura promessa nunca concretizada, o volante Pingo foi uma contratação cara e inútil. Das poucas chances que teve, não mostrou nada demais. Ficou meses contundido. A decepção do ano.

- FERNANDO PAIXAO DA SILVA - 31/12/2009: O volante Fernando Bob mostrou um futebol de feijão com arroz e foi o único que fez boas apresentações ao substituir Léo Gago. Teve azar ao se contundir com seriedade no amistoso contra a seleção uruguaia sub-20. Volta ao Fluminense.


- LUIZ GUILHERME DA CONCEICAO SILVA - 10/12/2009: O Luis Guilherme também é conhecido como Muriqui. A baixa mais sentida, sem dúvidas. Ainda restam algumas esperanças de que fique, mas parece que está difícil.


- RICARDO SOUZA SILVA - 10/12/2009: O meia Ricardinho pediu para ser emprestado ao Vila Nova e não deve retornar.

- LEONARDO GONCALVES SILVA - 02/01/2010: O atacante Leonardo veio de empréstimo pelo Paraná Clube contundido. Se recuperou no Avaí, pouco jogou, mas chegou a mostrar alguns bons lampejos, já que há muito não jogava. Será que fica?

Tem alguns atletas das categorias de base cujos contratos se encerram em 2009, mas como não sei se Moisés Cândido também se referiu a eles em sua declaração não foram listados aqui. Como uma verdade não dura muito no futebol (o exemplo é a saída de Caio) talvez tenha alguém dessa lista que fique ou alguém que não está nela saia (o que é mais provável).
Tag : ,

E o companheiro de Vandinho?

E o Avaí anunciou essa semana o retorno de Vandinho, artilheiro do estadual de 2008. O atacante retorna ao Leão da Ilha após ser mal aproveitado por Flamengo e Sport. Dos jogadores da foto acima, qual seria o melhor companheiro de ataque para o cra-craque ma-matador avaiano? Aliás, tereria a imagem acima retratado a origem daquela dancinha que William ensaiou depois de alguns gols que marcou este ano?

Previsões para 2010!

Fim de ano, época de retrospectivas e previsões! Com relação às previsões para 2010 podemos arriscar algumas:

1 – O Avaí começará o ano devagar, entrosando as novas contratações com o grupo remanescente da histórica campanha de 2009. A imprensa dirá que o grupo de 2009 era melhor.

2 – No campeonato brasileiro um time treinado por Celso Roth começará o ano nas cabeças e terminará fora da zona da Libertadores.

3 – No catarinense, Celso Amorim e José Acácio da Rocha apitarão as partidas decisivas para classificações.


4 – Os bons jornalistas esportivos de Santa Catarina ficarão ilhados em meio a tradicional maré de mediocridade.

5 – Um clube pequeno de Santa Catarina será a surpresa do Estadual.
6 – Nas narrações da RBS, Geovanni Martinello errará o nome de todos os jogadores avaianos e chamará o Avaí de Criciúma.

7 – O Diário Catarinense dará grande destaque para uma grande contratação do Figueirense, cujo nome do atleta ninguém conhece.

8 – Diversos craques serão negociados ao fim do campeonato estadual em todos os times. A imprensa vai chiar porque o Avaí não comprará a maioria desses “craques”. Em 2011, os pretensos “craques” voltarão ao Estado para defender os mesmos times já que não darão certo em nenhum outro lugar.

9 – A Chapecoense tentará novamente se associar a federação sul-rio-grandense de futebol, sem sucesso, para frustração local.

10 – O Avaí terá um camisa 10 que não corre e não acerta cobranças de bola parada, um camisa 11 jogador Avon, dois laterais que não sabem marcar, um volante com piava na cabeça e outro bananeira que já deu cacho, um goleiro que não sabe sair do gol, um atacante disputando a artilharia do estadual que não sabe fazer gols, um grupo rachado entre evangélicos e pagodeiros, um técnico que esquenta lugar para Zetti e uma diretoria que se preocupa em reformar o Estádio ao invés de investir no futebol... E, mesmo assim, será novamente a sensação do ano no futebol brasileiro.
Tag : ,

As reformas para 2010!

Que beleza! Aí estão as imagens e animações da maquete eletrônica em vídeo, demonstrando as ampliações de arquibancada para o ano de 2010 no estádio da Ressacada. Ao final das obras o estádio terá capacidade de 22.00 lugares. O material foi produzido por Danilo do Vale Ribeiro.

O sonho de Daniel

Conheces o jogador catarinense Daniel Scheunemann? Reportagem de Altair Santos, publicada na Revista Placar de dezembro de 2009 trás um pouco da trajetória de Daniel, que aos 4 anos de idade estava com seu pai num trator que tombou. Ele teve a cabeça atingida pela roda e perdeu 80% da audição no lado direito e 40% no esquerdo. O acidente, no entanto, não impediu Daniel de realizar seu sonho de virar jogador de futebol.

Aos 17 anos, meio-campista, natural de Presidente Getúlio, Daniel atua no Brusque e é uma promessa para o catarinense de 2010. Pelo Catarinense Sub-17 Daniel fez 10 gols, sendo cinco de falta. O supervisor do Brusque, Osnildo Kistner, disse a Placar que Daniel não ouve o apito do árbitro, por isso eles tomam o cuidado de avisar o juiz da partida antes do início do jogo para, caso ele continue uma jogada, não levar cartão amarelo.

O sonho de Daniel é continuar a carreira de jogador de profissional e juntar 90 000 reais para uma cirurgia que pode reduzir em até 80% sua surdez: “Quero ficar bom e jogar no Flamengo”, afirma o jovem Daniel, que em 2005 foi dispensado pelo Figueirense por causa da surdez. Boa sorte, Daniel!

(Fonte: Placar, Dezembro de 2009.)
Tag : ,

Retrospectiva 2009 - Números!

Os números são dos avaianos Eduardo Santos e Mi. K., da comunidade do Avaí no orkut. Vejamos os dados do Campeonato Brasileiro da Série A:


Jogadores que mais atuaram:

Eduardo Martini - 37
Luis Ricardo - 34
Emerson - 33
Marquinhos, Léo Gago e Muriqui - 31
Ferdinando - 30
Sem surpresas, a escalação está na boca do povo, como todo mundo gosta.

Jogadores com mais assistências:

Muriqui - 8
Marquinhos - 7
Luis Ricardo - 5
Caio - 4
Eltinho e Willian - 3
Roberto, Uendel e Léo Gago - 2

A presença de Caio demonstra o talento do jogador. Caio tem fraco poder de finalização, mas um bom passe, um bom preparo e nunca desiste de uma jogada. Como diz Silas, esse nunca ficará desempregado. Ele merece. No mais, Muriqui e Marquinhos fazendo o que de melhor sabem.

Jogadores que mais finalizam:

Marquinhos - 59
Muriqui - 48
Léo Gago - 47
Luis Ricardo - 45
Ferdinando - 42
Willian - 36
Alguns números interessantes, que explicam algumas coisas. Primeiro, o mais óbvio. William aparece entre os que mais finalizam, afinal, é o artilheiro do time. A presença de Léo Gago e Ferdinando na lista são ótimas, duas grandes armas que o Avaí soube usar ao longo do campeonato, embora a de Ferdi não seja tão calibrada quanto a canhota que não gagueja. Marquinhos e Muriqui também não são surpresa. Quero chamar a atenção para o grande número de finalizações de Luis Ricardo. É o quarto que mais finaliza, em compensação fez 4 gols em toda a temporada. Luis Ricardo é um atacante com fraco poder de finalização (certas), o que certamente contribuiu para a irritação de uma parte da torcida com o jogador. Se achou na ala, onde sua habilidade abriu caminhos para as suas assistências.


Jogadores que mais roubam bolas:

Eltinho - 62
Marquinhos - 56
Emerson - 47
Léo Gago - 45
Ferdinando - 44
Luis Ricardo - 40
Augusto - 37
Rafael - 35

Essa é para calar quem ainda insite em dizer que Marquinhos não corre ou se esforça. Com Marqinhos, quem corre é a bola. O meia tem mais desarmes que os dois volantes do time. Aliás, os ótimos números de Eltinho e Marquinhos possibilitaram um trabalho melhor dos volantes, que não ficaram tão sobrecarregados.

E, para terminar, quem mais balançou o capim na temporada 2009, levando em consideração Catarinense, Brasileiro, Amistosos e Copa SC.


Total de gols do ano:

15 gols: William
12: Marquinhos
11: Léo Gago
10: Evando
9: Muriqui
7: Lima
6: Émerson, Odair, Roberto
5: Eltinho, Cristian
4: Luiz Ricardo, Gustavo e gols contra
3: Ferdinando, Uendel, Leonardo
2: Rafael Costa, Carlos Eduardo, Laércio, Jandson
1: André Turatto, Marcus Winicius, Davi, Ricardinho, Caio, Fabinho Capixaba, Juninho Campo, Ildemar, Rogélio, Diego, Thiaguinho, Nei Bala.


William é o artilheiro do ano. Destaca-se os bons números de Evando (que saiu ainda no primeiro turno) e, especialmente, os números de Léo Gago (11 gols, apenas um de falta, os demais de bola rolando) e do zagueirão Émerson. Destaques também para Roberto e Cristian, dois reservas que deram importantes contribuições, cada um em determinado momento do campeonato.

Retrospectiva 2009 - Top 5!

Os cinco melhores jogadores:

- Marquinhos.
- Léo Gago.
- Muriqui.
- William.
- Émerson.

Os cinco melhores jogos:

- Avai 3 x 2 Fluminense.
- Avaí 3 X 0 Flamengo.
- Avaí 1 X 0 Grêmio.
- Avaí 3 X 1 Corinthians.
- Avaí 6 X 1 Chapecoense.


As cinco pisadas na bola:
- Cruzeiro 1 X 0 Avaí.
- Fluminense 3 X 2 Avaí.
- Avaí 2 X 2 Atlético/MG.
- Avaí 2 X 2 Sport.
- Botafogo 2 X 2 Avaí.

As cinco armas secretas:

- Chutes de Léo Gago.
- A raça de Ferdinando.
- Os falsos laterais/alas/atacantes.
- A persistência de William
- A imprevisibilidade de Marquinhos e Muriqui.

Os cinco melhores reservas:
- Caio.
- Cristian.
- Uendel.
- Roberto.
- Odair.

As cinco melhores contratações:
- Léo Gago.
- Muriqui.
- Augusto.
- Eltinho.
- Caio.
Os cinco melhores cala-te boca:
- Léo Gago jogador bichado.
- Marquinhos amarelão.
- Muriqui jogador avon.
- Ferdinando piava na cabeça.
- Martini será o mais vazado.
Os 5 micos arrependidos:
- Ida de Odair para o Bahia.
- Ida de Evando para a Ponte Preta.
- Ida de Ricardinho para o Vila Nova.
- Roque Jr. com medo de vir para o Avaí e depois se arrepender.
- A quase totalidade da crônica esportiva que apostou no rebaixamento do Avaí.

Retrospectiva 2009 - Poucas decepções!

Felizmente tivemos um ano de poucas decepções. Em campo, poucos atletas não corresponderam o esperado e os dois que citarei curiosamente ocupam a posição de volantes: Pingo (foto) e Xaves. Talvez eu não esteja sendo justo, talvez a comparação com os iluminados Léo Gago e Ferdinando, uma dupla atômica perfeita, contribua para a decepção com relação aos dois. No caso de Pingo, um atleta caro, ex-Corinthians, não aproveitou nenhuma das oportunidades que teve ainda no Estadual. Depois apareceu contundido e assim terminou o ano.

Já o Xaves, um dos poucos destaques da temporada passada do rebaixado Ipatinga, sempre foi discreto. Não teve muitas oportunidades, é verdade, mas quando entrou, pouco demonstrou. Ao contrário de Fernando Bob, único volante que conseguiu substituir Léo Gago. Ainda que sem o talento de Léo, Fernando não comprometeu e deve participações discretas e eficiêntes. Uma pena ter se contundido no amistoso contra a seleção uruguaia e deve voltar para o Fluminense em 2010, assim como Anderson Luís, que entrou com tudo, mostrou moral e autoridade e depois sumiu, parece que não se adaptou ao esquema de 3 zagueiros.
Talvez devesse incluir o atacante Lima como a terceira decepção do ano, mas algumas boas atuações no catarinense me impedem de estigmatizá-lo como "decepção". Sem espaço, o atleta buscou seu caminho e vem marcando seus golzinhos em Portugal e de vez em quando aparece aqui no Gols Avaianos pelo Mundo! No mais, creio que é isso.

"Decepção" me parece uma palavra muito forte para caracterizar algum atleta que tenha participado da melhor campanha catarinense de todos os tempos na Série A do Brasileirão. Me decepcionei no final do ano, com a saída de Silas. Mas, direção e parceiros tem crédito. É esperar para ver quem estava certo na Questão Silas. Outra questão que me chamou a atenção foi o descaso da Diretoria avaiana com André Turatto.


A diretoria avaiana vem fazendo um grande trabalho para a manutenção da memória do clube e dos atletas que fizeram a história do leão da ilha: Medalha Saul Oliveira, Calçada da Fama, Memorial dos Atletas, todas essas iniciativas são brilhantes e merecem todos os nossos aplausos. Contudo, a saída de Turatto, pela porta de trás, como um mero coadjuvante, não condiz com sua passagem e a importância que teve dentro do grupo, desde 2008.

Turatto foi um dos destaques da zaga avaiana que levou o time ao acesso em 2008. Sua participação no filme Vamos Subir Leão demonstra isso. No início do Catarinense 2009 Turatto assumiu o lugar de Batista e foi eleito por Silas como o seu capitão na campanha vitoriosa que nos devolveu o título estadual. Ao lado de Marquinhos e Martini, Turatto foi citado por Silas como um dos líderes do grupo e antes de ser operado vinha atuando no sacrifício, aguentando dores para honrar a camisa avaiana. O Avaí poderia até não querer Turatto no grupo de 2010, o que é muito justo na montagem de um novo elenco. Mas, ficou devendo a Turatto um muito obrigado público. Não precisava gastar dinheiro com banner e nem plaquinha, mas ao menos uma nota oficial, via Twitter ou blog, talvez, agradecendo pelos trabalhos prestados pelo ex-capitão. Foi mal, aí, Turatto!

(Foto Pingo: Edu Cavalcanti para o Info Esporte.)

Spanish News!

Deu no Tribalfootball! A visita de Silas ao Real Madrid também virou notícia lá fora. O site diz que o Real Madrid está pronto a receber o "exciting Brazilian coach Silas", descrito ainda como a sensação do ano no Brasil ao levar o Avaí ao topo! O engraçado é ler alguns comentários de usuários do Tribal Football: se Silas é bom, coloca ele no lugar do Pellegrini! Não foi dessa vez, pois parece que Silas voltou hoje ao Brasil.
Tag : ,

Retrospectiva 2009 - Boas surpresas!

As boas surpresas deste campeonato são Eltinho e Augusto. De quase todos os demais já se esperava alguma coisa ou estávamos cientes de suas virtudes e/ou limitações. Mas, Augusto e Eltinho surpreenderam. Augusto por ser um jogador desconhecido, que veio da Suiça para o banco de reservas e do banco para o time titular, de onde não mais saiu. Da Suiça, trouxe a frieza com que joga, sem afobações ou histrionismos. Um bom passe e um bom cabeçeio completam as virtudes do jogador que brilhou esse ano, mas não deve ficar para 2010 (atleta Energy Sports). Augusto foi uma aposta que deu certo.

Já Eltinho é um caso diferente. Elton Divino Célio começou sua carreira no Paraná (2005), mas depois foi tentar a sorte no Japão, jogando pelo Yokohama Marinos. Após uma única temporada fora, retornou ao Brasil como jogador do Cruzeiro e foi Campeão Mineiro de 2008. Foi contratado pelo Flamengo na mesma época em que o time da Gávea contratou Vandinho. Não apareceu e veio para o Leão da Ilha. Começou devagar no Catarinense e não se firmou no time. Parecia fadado ao banco de reservas e apenas mais um nome no então crônico problema das laterais avaianas.
Mas, com o tempo, vimos que o problema era que Eltinho não se encaixava no 4-4-2. Era um ala e não um lateral. No 3-5-2 brilhou e termina agora o campeonato como o terceiro melhor lateral do Brasil, perdendo apenas para os selecionáveis Kléber e Gilberto. Eltinho tem apenas 22 anos e um belo futuro pela frente. Sucesso aos dois!

Parabéns, Flamengo!


Fecham-se as cortinas do gramado. Fim de papo. Flamengo campeão. Na foto, flamenguistas comemorando o hexacampeonato no Koxixos, ontem a noite, na Beiramar. O terceiro da esquerda pra direita é o amigo Tiago, funcionário do TJ e membro da Justiça Presente. No final, venceu o melhor dos 4 postulantes ao título. Se o Flamengo não foi o melhor ao longo de todo o campeonato, foi o dono do melhor futebol na reta final. Não amarelou e chegou lá, não desperdiçou as oportunidades que teve. Um ano bonito, talvez o melhor campeonato brasileiro da Era dos Pontos Corridos de todos os tempos, coroado com a melhor campanha de um time catarinense de todos os tempos. E agora, vão reclamar de quê?
Tag : ,

Oxente, Sálvio!

Se vencer o jogo deste Sábado, o Avaí Futebol Clube poderá alcançar até a sexta colocação do Campeonato Brasileiro, um feito inédito para qualquer clube de Santa Catarina.

Para tal, precisamos ultrapassar Atlético Mineiro, Grêmio e Goiás.

Para passar o Galo, torcemos para que este perca em casa, contra o Corinthians.

O Grêmio, por sua vez, certamente perderá o jogo - conta-me minha bola de cristal.

Para deixarmos o Goiás para trás, devemos torcer para que este não pontue diante do Vitória, no nordeste.

Neste último jogo, porém, algo curioso é digno de nota: Apitará a partida do time baiano o árbitro Sálvio Spínola, que, pra quem não sabe, é baiano! Contrariando a tradicional recomendação para que juízes não apitem jogos dos times de suas terras natais, a CBF escalou Sálvio para este jogo sem muita relevância para os envolvidos, mas muito importante para a nação avaiana.

Torçamos, então, para que ele, inspirado por sua terra natal, não impeça o Vitória de fazer os três pontos! E que o Avaí vença e chegue à sexta colocação!

Foto de Quinta: uma nova era iniciava

O ano é 2008. Vamos nos situar no tempo:

Já eram 10 anos sem títulos. O arqui-rival aniversariava 7 anos na elite. A contagem de clássicos, favorável desde o início dos tempos, havia virado. Ano após ano, competição atrás de competição, os fracassos se multiplicavam. O mais recente dos insucessos, consistente na não-classificação para a final do estadual, havia sido de dramaticidade hollywoodiana, e ocorrera em duas tomadas: na primeira, uma virada em três gols, contra um adversário insignificante, nos próprios domínios; na segunda, um jogo onde a bola teimou em não entrar, em que pese a ocorrência de incontáveis oportunidades para marcar.

Nesses idos, ressalte-se, a bola insistia em não entrar...

Que torcedor, na conjuntura acima exposta, poderia continuar apoiando tal clube? Muitos instituiriam o "público zero", abandonariam a causa, jogariam a toalha, mas não o avaiano.


Inexplicavelmente, a cada torneio que iniciava, a esperança da nação alviceleste renascia. Sabíamos que a tão dolorosa era de trevas findaria cedo ou tarde. E, mesmo com toda a situação desfavorável, algumas centenas de avaianos se deslocaram, em um dia de semana, para outro estado, com o objetivo de apoiar o Avaí em mais uma caminhada. Era o primeiro jogo de mais uma longa e dificílima Série B, e, por algum motivo estranho à razão, esse número expressivo de avaianos fez-se presente em território inimigo, celebrando a sua insistência, a incondicionalidade do seu amor e a sua esperança em dias melhores.

Dias melhores vieram. E tudo começou ali, em 2008, com o gol espírita de Jeff Silva...

Avaimania na rede.

Como todos já devem ter percebido, estreiou no dia 29 o portal Avaimania. Segundo palavras da equipe criadora, o site "vem para reforçar o excelente trabalho realizado por todos os blogs avaianos e com o objetivo de ser um veículo de informação, entretenimento e serviços ao torcedor avaiano, espelhando a verdade do que ocorre no dia-a-dia do nosso Leão da Ilha". O Avaímania é uma criação conjunta dos fundadores dos seguintes blogs: Chuleta Avaiana, Avai paixão pra toda a vida, Resistência Avaiana e TV Blogueiro.

O leitor mais atento perceberá que no portal há uma seção Memória Avaiana. Embora eu não faça parte da equipe criadora ou responsável pelo portal, recebi um convite do Bruno Carvalho, do blog Resistência Avaiana, para enviar um texto para a seção. No intuito de colaborar com o crescimento da rede avaiana, enviei um texto sobre o confronto Avaí X Santos de Pelé, que pode ser lido ao CLICAR AQUI, ou aqui mesmo no blog, já que também publiquei aqui. Pelo o que pude perceber no portal, há outros blogs que colaboraram com o conteúdo na estréia, como o de Fernanda Aline e o de Kátia de Paula. Possivelmente contribuirei com outros textos, alguns já publicados aqui no blog, mas acho que o ideal é o surgimento de novos nomes contribuindo para contar, capítulo por capítulo, a história e memória avaiana. Aliás, se alguém quiser contribuir aqui no blog fique a vontade!

No mais, parabéns ao pessoal pela criação, vida longa e prosperidade ao portal e que ele continue a crescer a cada dia! E boa sorte também, pois manter um portal não deve ser nada fácil, pela quantidade de material e atualizações necessárias a algo de maior porte. Eu, pelo menos, levei um mês para aprender a colocar vídeo num blog!
Tag : ,

- Copyright © vidAvaí - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -