Postado por: Marcelo Herondino Cardoso março 12, 2010

Quando eu era criança e adolescente, lá pelas décadas de 70 e 80, era muito mais gostoso ser torcedor de futebol. Alguns chamam de "época romântica", eu prefiro denominá-la "época esportiva". Sim, porque o que chamam de futebol atualmente tem muito pouco de esporte.

Naquele tempo, torcíamos pelos nossos times e apenas por eles. Não queríamos saber das negociatas, das falcatruas, das jogadas de bastidores, das parcerias. O time sendo campeão era o que nos bastava. Acreditávamos no amor à camisa, no comprometimento e no fio de bigode.

Nos dias seguintes aos jogos, discutíamos esquemas táticos, atuações, gols, defesas, arbitragens... éramos felizes e não sabíamos. Hoje, em um paradoxo incompreensível, com muito mais acesso à informação do que antes, não discutimos mais FUTEBOL. Só o que se lê é sobre parcerias, contratos, negócios, patrocínios masteres, arenas etc etc etc. De futebol mesmo, dentro de campo, pouca coisa.

Se o jogador A joga, é imposição da parceria para colocá-lo em exposição e o técnico é medroso; se não joga, a parceria só traz perna-de-pau e o técnico é birrento e burro. Se um time é mantido, é se contentar com pouco; se é desfeito, não sabemos segurar os talentos. Se a camisa tem dezoito patrocinadores, é vulgarização do "manto sagrado"; se não tem nenhum, não houve competência para atrair dinheiro das empresas.

O torcedor está mais preocupado em saber por quanto foi vendido o atacante Manequinha para o Ruindense do que saber que o Zequinha está destruindo nos treinos e vai ser titular.

Sinceramente, cansei disso tudo. Quero meu futebol de volta. Quero discutir FUTEBOL, quero torcer, vibrar, me emocionar, chorar com as vitórias e as derrotas do meu time. NÃO QUERO discutir marketing, negócios, contabilidade e outros assuntos tão chatos quanto. Quero acreditar que o futebol ainda pode ser apenas um jogo. Falta pouco para desistir dessa utopia, mas quando não acreditar mais nisso, paro de vez.

Por favor, devolvam meu futebol, que ficou perdido em algum lugar entre um "patrocínio-master" e um "planejamento estratégico".

Sistema de comentários Disqus

- Copyright © vidAvaí - Skyblue - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -